Perguntas frequentes

Inicio / Perguntas frequentes

Queremos ajudar-lhe

Esclareça as suas dúvidas

1. As dietas de dessensibilização imunológica são para sempre?

Em primeiro lugar, é importante esclarecer que as dietas de dessensibilização imunológica devem ser variadas e equilibradas, e poder manter-se ao longo do tempo. Geralmente, quando o paciente cumpre a dieta eliminando das suas refeições os alimentos aos quais é sensível, depois de 6 meses deve realizar-se uma nova análise, para determinar quais os alimentos para os quais se dessensibilizou, e assim programar a sua reintrodução progressiva na sua dieta.

2. Então sou alérgico, intolerante ou sensível?

É importante ter clara a diferença entre alergia e intolerância alimentar. As intolerâncias são originadas por um défice enzimático, enquanto as alergias são uma reação imunológica. Em ambos os casos, não existe uma cura definitiva.
No entanto, no caso da sensibilidade alimentar, ao ser produzida por uma sensibilização do sistema imunológico diante da presença de um determinado antigénio alimentar, uma vez eliminado esse alimento da dieta durante algum tempo, o sistema imunológico dessensibiliza-se e volta ao seu estado natural, pelo que o alimento pode ser novamente reintroduzido na dieta de maneira progressiva. A recomendação que oferecemos sempre na nossa unidade é a de fazer uma alimentação variada, procurando não repetir com demasiada frequência o mesmo alimento.

3. Perderei peso com a dieta?

Em princípio sim, ao tratar-se de uma dieta variada, equilibrada e personalizada, de acordo com a resposta imunológica de cada paciente. A primeira reação metabólica é a perda de líquido, pelo que geralmente se apreciam algumas mudanças nas primeiras semanas: menos inchaço, menos retenção de líquidos, uma silhueta mais definida e inclusive a perda de gordura. As dietas elaboradas pela nossa unidade, além de dessensibilizar o sistema imunológico, têm como finalidade manter o peso adequado, para assim adquirir mais resistência, força e vitalidade.

4. O que devo sentir com o tratamento de LIMS?

Durante o tratamento, a maioria dos pacientes não sentem absolutamente nada; não obstante, alguns pacientes particularmente sensíveis podem sentir formigueiros nas mãos e nos pés, e ruídos no estômago.

5. O que acontece se adormeço durante a sessão de LIMS?

Não se passará absolutamente nada; na verdade, é recomendável que o paciente se relaxe o mais possível, uma vez que este estado contribui para aproveitar ainda mais o tratamento.

6. O que vou notar depois das sessões de LIMS?

Em alguns casos, os pacientes sentem um pouco mais de cansaço, pequenas dores de cabeça e sonolência, mas com o passar do tempo (máximo de 2 dias) estes sintomas desaparecem.

7. Posso fazer desporto depois das sessões de LIMS?

O mais recomendável é evitar realizar qualquer esforço físico durante as 24 horas a seguir ao tratamento de LIMS, para aproveitar ao máximo o relaxamento do sistema nervoso.

8. Posso maquilhar-me?

Recomenda-se evitar ao máximo aqueles produtos que contenham agentes químicos, uma vez que nos pacientes com SSC o sistema imunológico esta hipersensibilizado, e qualquer agente externo pode causar alguma alteração no sistema.

9. Corro o risco de sofrer falta de ar com o tratamento de HHO?

Não, em nenhum momento o paciente fica privado de oxigénio. O tratamento consiste em vários ciclos com percentagens de oxigénio diferentes, e o paciente é monitorizado por um pulsímetro. Se o paciente apresentar alguma alteração, o tratamento é interrompido e reajustado.

10. O que acontece se adormeço durante a sessão de HHO?

É o mais recomendável, uma vez que o paciente entra num estado de relaxamento favorável ao tratamento.

11. Se sou sensível ao leite, posso tomar leite sem lactose?

Não, uma vez que o problema está no conjunto do leite, incluindo a proteica láctea; pela mesma razão não deve consumir produtos derivados do leite, como queijo, cremes de barrar, iogurtes, etc.

12. Quando como fora de casa, o que devo fazer?

Recomendamos comer sempre alimentos frescos, preparados do mesmo dia, e evitar os fritos e os produtos demasiado processados e refinados.

13. Qual é a recomendação mais importante da dieta?

Fazer uma alimentação variada, incluindo verduras frescas, cruas e cozidas, legumes, carboidratos de qualidade, proteínas animais e vegetais e frutas de temporada. Procurar evitar os produtos refinados e que contenham grande quantidade de conservantes e corantes.

14. ¿Si soy sensible al trigo no puedo comer ningún pan?

Dependiendo de los ingredientes del pan, si está hecho a base de harinas sin gluten puede comerlo sin problemas. Lo más recomendable es no abusar de su consumo, puesto que al estar el sistema inmunológico hipersensible es probable que al pasar del tiempo se sensibilice al pan sin gluten.

15. Na elaboração das refeições em casa, o que é mais recomendável?

O mais recomendável é sempre não misturar muitos alimentos no mesmo prato, não comer várias vezes seguidas a mesma comida e, sobretudo, procurar comer produtos frescos, evitando ao máximo produtos que contenham demasiados conservantes e corantes. Estes produtos contêm frequentemente derivados lácteos, glúten, etc.

16. Se não posso tomar leite, sofrerei um défice de cálcio?

Não na maioria dos casos, uma vez que o leite não é o único alimento que proporciona cálcio ao nosso corpo. Um consumo moderado de brócolo, abóbora, cenoura, couve-flor, batata-doce, legumes, frutas secas, etc., proporciona os mg de cálcio necessários para manter os valores normais deste elemento.

Se você continuar usando este site, você aceita o uso de cookies. Mais informação

As configurações de cookies neste site são configuradas para "permitir cookies" e, assim, oferecer a você a melhor experiência de navegação possível. Se continuar a utilizar este site sem alterar as suas definições de cookies ou clicar em "Aceitar", estará a dar o seu consentimento para tal.

Fechar